top of page
  • Inês Souto Gonçalves

Cura Divina

No mundo de hoje, muitas vezes sentimo-nos tentados a acreditar que a maioria das práticas de cura divina e espirituais é sempre positiva e necessária se queremos sentir e manter a paz interior e o equilíbrio nas nossas vidas. Simultaneamente, muitos professores de pensamento positivo e especialistas na lei da atracção defendem que devemos suprimir ou ignorar os nossos pensamentos negativos e as nossas emoções e experiências espirituais avassaladoras. Frequentemente, convencem-nos de que “Tudo é um reflexo do nosso interior, pelo que precisamos de nos responsabilizar por Tudo.”


Cura Divina

Cura Divina para empatas e almas sensíveis

Na minha experiência pessoal, enquanto alma gentil e curandeira, muitas vezes descubro que estas crenças certamente não são benéficas para muitos seres empáticos e almas sensíveis que frequentemente se sentem culpados, oprimidos e confusos quando continuam a experimentar várias modalidades de cura com pouco ou nenhum alívio ou quando se deparam com alguém ou algo que lhes diz que se devem responsabilizar inteiramente pelas suas dores e assumir a total responsabilidade pelas suas circunstâncias.


Na Verdade,


A Cura Divina é um Caminho de Regresso e Relembrança à Alma e à nossa Verdadeira Essência, que já são e sempre foram Unas e Inteiras.


Muitas modalidades de cura e práticas espirituais podem de facto ser úteis. Muitas apoiam-nos na nossa elevação quando transmutamos energias e padrões densos em Consciência e Luz. No entanto, muitas vezes podemos sentirmo-nos inclinados a acreditar que há sempre mais para curar e que devemos sempre fazer mais. Muitas vezes usamos estas crenças para nos distanciarmos da Verdade e do Todo sempre acessíveis no Aqui e Agora.

"Frequentemente, perdemo-nos em padrões inconscientes (pessoais e colectivos) de "Eu não sou bom/boa o suficiente" e "Se ao menos eu... então sentir-me-ei inteiro/a e em paz."

Adicionalmente, para muitos empatas e almas sensíveis, pode ser desafiador ouvirem alguém dizer que devem responsabilizar-se inteiramente pelos seus pensamentos, emoções e experiências espirituais. Porquê? Em primeiro lugar, porque podem não ser seus. Apesar de sermos Todos Um, nesta realidade dual é saudável e essencial termos limites. Em segundo lugar, porque sendo almas cuidadoras e carinhosas, muitas vezes essas afirmações alimentam as suas preocupações e culpas. Em vez de se sentirem com poder pessoal, muitos mergulham mais profundamente na culpa, acreditando que algo deve estar errado com eles. Deste ponto de vista, muitos começam a sentir ou a reforçar a crença de que a sua sensibilidade e empatia são na realidade uma maldição e não um dom.

Despertar

Na minha visão e experiência, a Cura é um despertar no qual seguimos a nossa Luz, aquela Sabedoria e Esperança Interior profunda de que tudo está bem. Inicialmente, a nossa Presença pode surgir como um mero vislumbre. Ao permitirmos que ela se revele, cultivando-a através da atenção e do foco, a nossa Presença sempre nos guiará até à Consciência e à nossa Verdadeira natureza e Essência.


A partir da Presença, a Cura Divina nutre profundamente o nosso Ser, elevando padrões baseados no ego, ilusões e falsas percepções de Ser e Fazer.


Estes despertares não podem ser forçados a ocorrerem. Às vezes, acontecem espontaneamente. Às vezes, surgem quando cultivamos a Consciência ao mesmo tempo que nos rendemos Ao que É. Embora muitas práticas de cura possam ajudar-nos a libertar o nosso Ser do peso e das turbulências que turvam a nossa Consciência, se usadas a partir de um lugar de não-Presença, elas podem ser prejudiciais, particularmente quando entregamos o nosso poder pessoal a outros ou às maneiras avassaladoras do mundo que diz que devemos sempre estar a fazer algo em vez de nos permitirmos regressar naturalmente e gentilmente ao nosso Ser e à nossa Sabedoria.

Entreguemo-nos então à Presença em vez de perseguirmos as ilusões que nos distraem de a enraizar no nosso Ser.



Com Gratidão e Luz,

Inês

Comments


Inês Souto Gonçalves

Olá! Sou a Inês.

Autora e Criadora do Alquimias, um espaço sagrado online para almas gentis e sensíveis se libertarem das energias 
densas e ritmos avassaladores do mundo e regressarem à sua Verdadeira Essência e Luz enquanto ancoram e vivem o 
Divino na Terra.

Irá adorar este espaço se é uma alma gentil e sensível que anseia por regressar à sua verdadeira natureza e essência, 
uma alma empreendedora ou trabalhadora da luz que de coração se sente chamada a desacelerar e a partilhar os seus dons 
de uma maneira que realmente a inspira, ou um ser empático que deseja sentir-se verdadeiramente em paz com a sua 
forma única de ser.

bottom of page